Você está visualizando atualmente 18 de Maio: Dia Nacional da Luta Antimanicomial

18 de Maio: Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Hoje, 18 de maio, é o Dia Nacional da Luta Antimanicomial👊🏼✋🏼

Nise da Silveira foi uma das pioneiras da psicologia junguiana no Brasil. Teve papel fundamental na revolução do tratamento mental no Brasil. A psiquiatra alagoana também fundou o Museu de Imagens do Inconsciente.

A data é um movimento em prol das pessoas com sofrimento mental. Uma luta pelo direito à liberdade, igualdade, respeito e proteção resultado do Movimento da Reforma Psiquiátrica.

Em 18 de maio de 1987, foi realizado em Bauru (SP) o II Congresso Nacional de Trabalhadores da Saúde Mental. Durante o encontro, profissionais da saúde se mostravam insatisfeitos em relação ao tratamento desumano que era dado aos pacientes psiquiátricos nos manicômios. É importante lembrar que, aqui no Brasil, o histórico de tortura foi longo.

A lei Paulo Delgado ou lei da Reforma Psiquiátrica, Lei 10.216 de 2001, foi uma conquista desse movimento. A lei remodelou o atendimento e a atenção à saúde mental, combatendo as transgressões aos direitos humanos e abusos sofridos pelos pacientes. O movimento também é responsável pela criação dos Centros de Atendimento Psicossocial (Caps) no Sistema Único de Saúde (SUS).

Estima-se que ao menos 60 mil pessoas tenham morrido no Hospital Colônia de Barbacena. Por isso, o Movimento da Luta Antimanicomial é tão importante. Ele é um apelo contra a segregação e o preconceito de pessoas com sofrimento mental, e ao mesmo tempo, uma forma de mostrarmos que, assim como qualquer cidadão, a pessoa com sofrimento mental tem pleno direito de viver em sociedade e receber tratamento digno.

Quer saber mais? Indicamos algumas referências:

📌Nise – O coração da Loucura, Roberto Berliner (2016)
Netflix

📌 Curta Metragem: Ela acorda cedo, Elisa Aleva (2018)
https://elisaaleva.wixsite.com/elaacordacedo

📌 Em nome da razão, de Helvécio Ratton (1979)
https://www.youtube.com/watch?v=07p3y-OLDAA

📌 Dos loucos e das rosas, Andreia Pinto (2011)
https://www.youtube.com/watch?v=dQMIUqj6tPw

📌 ARBEX, Daniela. Holocausto brasileiro – vida, genocídio e 60 mil mortes no maior hospício do Brasil. São Paulo: Geração Editorial, 2013.

Arte: Larissa Utsch Meireles

#UniSantAnnaSemprePertodeVocê

Redação: Crisnalua Souza Santos
Revisão: Fabiana Moreira Gaviolli